NOTÍCIAS

DEPUTADO OZÓRIO NA LUTA POR MAIS SEGURAÇA EM VIGIA


O crescente aumento do índice de violência, no município de Vigia, fez o vereador Dinho pedir a ajuda do deputado Ozório Juvenil.

Atendendo ao pedido o deputado intercedeu junto ao secretário de segurança pública do Estado, o generalJeannot Jansen, para que o mesmo recebesse em audiência um grupo de vereadores e servidores do município para tratar do assunto junto a sua equipe de secretariados, onde puderam dialogar sobre todas as problemáticas que Vigia vem enfrentando entorno da falta de segurança.
“A insegurança está predominando, se estendendo até as escolas, onde os alunos estão marcando briga via facebook, whatsapp e estamos perdendo o controle. Por isso, nós gostaríamos de pedir ajuda aqui dos senhores não só na parte repreensiva, mas na parte preventiva também”, explicou Dinho.
Ainda de acordo com o vereador, já existe a implantação do Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd) desenvolvido pela Polícia Militar com alunos de escolas públicas. Porém, o vereador solicitou a possibilidade de estender esse programa para atender, também, as demais escolas do município. Dinho também falou da Unidade Integrada Propaz (UIPP), “Temos também uma UIPP, que a gente sabe que não funciona como deveria. Lá a gente não tem o programa do Propaz para atender as comunidades, as escolas. Nós estamos vindo nessa reunião em busca dessas ações”.
Além, da situação da UIPP foi pedido também o aumento do efetivo policial e a melhoria das viaturas. Já que segundo Dinho, o efetivo é pouco e as viaturas não são adequadas ao serviço, já que a área rural é muito extensa e o município só têm uma picape.
A professora Lívia, diretora da Escola Estadual Presidente Kennedy, agradeceu o convide do vereador Dinho para estar na reunião, pois segundo ela esse é momento oportuno para unir forças para tentar inibir o que está acontecendo no município. A professora descreve, o exemplo, da situação da Escola Estadual Penha Longa “É uma realidade muito triste. Já estive lá por vários motivos, por conta do índice de violência que é muito grande; do uso de drogas – tem um ponto de drogas que já é uma casinha, assim bem na esquina da escola – é uma escola que está caindo, literalmente, já caiu muro, já caiu tudo. Eu não sei como é que a escola ainda está funcionando. E os traficantes ficam ali passando droga. Botaram a diretora para correr. Ela entregou o cargo, pediu dispensa porque não teve condições. A escola o tempo todo sendo assaltada, pois não tem um posto policial. Além disso, não tem comunicação. Lá não pega sinal de celular, não pega internet, não pega nada ali”. De acordo com a professora Penha Longa é uma comunidade que está na rodovia de quem vai para Colares, mas se torna isolada.
De acordo com o secretário, o aumento do efetivo só será possível em março de 2018, quando os novos concursados da PM assumiram. Porém, o secretário se colocou disposto a ajudar o município até lá, sugerindo fazer um convênio com o governo do Estado, para que o mesmo venha dar treinamento, até armado se precisar, a guarda-municipal. Já em relação a UIPP o secretário colocou à disposição a Delegada Silvia Rêgo, diretora de Prevenção Social da Violência e Criminalidade, para dar treinamento e capacitação para ajudar o município a montar o gabinete do Propaz.
Ainda atendendo as demandas o secretário propôs fazer convênio, também, com o Detran para coibir e apreender veículos irregulares, pois a maioria dos veículos irregulares são oriundos de roubos e furtos, na maioria das vezes provenientes do tráfico. Para tratar deste assunto Jeannot colocou o Tenente Coronel Miranda, do Conselho Estadual de Trânsito, a frente dessa demanda.
Segundo o Coronel Paulo, secretário de Operações da Segup, o Coronel Maranhão, lotado no município de Vigia, atende todas as demandas da secretaria e da comunidade. “O que o Coronel Maranhão pode fazer de ações imediatas com o efetivo de Vigia e o apoio do Grupo Tático Operacional (GTO) de Castanhal, são operações para inibir a atividade de delinquentes. Podendo realizar ações de trânsito e escolas. Mas, ele precisa fazer uma grande operação que deve ser feito com trabalho de inteligência e ele tem um bom núcleo em Castanhal. Dá para fazer um levantamento desses pontos de venda de drogas; fazer um levantamento melhor nas escolas e fazer uma operação que seria não só de inibir, mas também de agir e reprimir”.
Porém, o Coronel Paulo explicou que essa operação não pode ocorrer agora no mês de outubro, pois é necessário um tempo de levantamento e, também, por estarmos no período do Círio de Nazaré.
Durante a reunião, o deputado Ozório também questionou a situação de uma Lancha que Vigia tinha e que teria sido emprestada a outro município e não voltou. O secretário pediu para sua equipe verificar a situação desta lancha e foi informado que a mesma se encontra no estaleiro para manutenção e que a previsão de devolução é dentro de 10 dias. Sendo assim, o parlamentar se comprometeu, no dia 10 de outubro, voltar a entrar em contato com o secretário para verificar o retorno da Lancha, que vai diminuir esse fluxo de tráfico pelos rios de Vigia e coibir, também, a ação de piratas na região.


Cadastre-se e receba a nossa NEWSLETTER.

Nome:
Email:
Telefone:
Município:
Nascimento:
© Desenvolvido por: